18 de mar de 2017

Eu me Possuo




Heeeeeeeeeeey galera, hoje trago para vocês a resenha de um livro incrível que me ensinou muitas coisas, da nossa linda autora.



Karina  é mulher que sofre com o passado, tem algumas crises emocionais e usa  a comida como fonte de refúgio para fugir da realidade. Tem vergonha  do corpo que não é o estereótipo perfeito para a sociedade, mas em seguida  a  Stella  nos apresenta o foco de seu livro, que no caso, é um assunto forte e impactante: o estupro.

O livro nos mostra através das suas 182 páginas, de uma forma leve, o quanto a nossa sociedade é machista e controladora. O quando as mulheres lutam por seu espaço e muitas das vezes ele não é respeitado. 
Esse livro me fez  imaginar o quanto as mulheres sofrem de diversas formas. 

A Karina, protagonista, cursava   odontologia por vontade do pai, aguentando as maluquices  da mãe e as implicações da irmã. Resolveu  ajudar uma amiga e  passou um bom tempo trabalhando em seu bar, e foi dali pra frente que sua vida mudou. Conheceu o quanto o sexo poderia ser prazeroso, além da dor e da humilhação de tenebroso  estupro, embarcou em muitos  relacionamentos, um mais dextinto  que o outro, apresentando as  suas qualidades e  defeitos, percebeu de verdade  o quanto as pessoas mais próximas dela poderia ser falsas, perversas, manipuladoras.  Descobriu  coisas que nem sabia que poderia aprender, mas, Karina foi percebendo ao longo da trama o quanto ela poderia possuir a si mesma. Ela decidiu que ninguém mais a possuiria, e a maltrataria da mesma forma como aconteceu em seu passado, ninguém, além dela mesma. 



Gostei demais do livro. Foi muito bom ler e conhecer um pouco mais do mundo das mulheres e os desafios que muitas das vezes elas precisa enfrentar no dia-a-dia.  Algumas vezes eu fiquei com tanta raiva que  queria ter entrado na Trama para ajudar a Ka. Ela, como muitas pessoas hoje, esperou muito pelas pessoas que ela confiava, e aprendeu da pior forma, que não se pode confiar em todo mundo. 

Amei muito e  me apeguei à avó Evelyn, ela já é minha avó também hahahal, seu modo de agir e pensar repassava segurança e carinho para a Karina. Stella, muito obrigado   por me fazer ver e perceber , de um novo modo, como  a nossa sociedade precisa melhorar muito, e urgente.



Um comentário: